Anadir Dourado de Oliveira Hila

PAUTAANTIDROGAS - Quando foi criada a Casado do Pequeno Cidadão em Marilia?
ANADIR HILA Em 04/04/1997 baseado nos princípios do Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA, criou-se o Programa Casa do Pequeno Cidadão, priorizando pela primeira vez na cidade, o atendimento às crianças e aos adolescentes em situação de vulnerabilidade ou exclusão social, utilizando atividades de caráter sócio-educativas e a integração dos núcleos familiar, escolar, social e cultural.

PAUTAANTIDROGAS Faça um breve histórico da Casa do Pequeno Cidadão.
ANADIR HILA Em outubro de 1997 firmamos parceria para a descentralização do atendimento nas regiões norte e sul de Marilia.
Em 17/10/1997 fez-se parceria com o SEAMA ABASE (Aliança Brasileira Unidade II), atendendo as regiões leste e norte do município.
Em 02/04/1998, parceria firmada com a Loja Maçônica Marília de Dirceu, possibilitou o inicio dos trabalhos da Casa do Pequeno Cidadão III, atendendo a região sul.
Em 10/06/1999, a Casa do Pequeno Cidadão começou a desenvolver a pré-profissionalização dos adolescentes em resposta a demanda de 620 crianças e adolescentes atendidos pelo programa. Detectou-se a necessidade de qualificar os jovens excluídos e oferecer melhores alternativas de auto desenvolvimento para o ingresso no mercado de trabalho.
Inaugurada em 20/08/1999, a quarta Unidade da Casa do Pequeno Cidadão, atendendo a região leste da cidade, onde se localiza pontos de extrema pobreza e violência.
Foi implantada em 30 de junho de 2000 a Unidade V, atendendo a região norte, próxima às favelas Parque das Nações, Santa Antonieta e Jardim Primavera.
A Unidade VI foi implantada em 03 de agosto de 2001, em parceria com a Unimed Marilia.
Em 29 de maio de 2003, em parceria com a Sociedade Lar de Menores Cairbar Schutel, inauguramos a Casa do Pequeno Cidadão Unidade VII.

PAUTAANTIDROGAS Qual o perfil das crianças atendidas pela entidade?
ANADIR HILA O Programa atende 1200 crianças e adolescentes de 07 a 17 anos e 11 meses, em situação de risco pessoal e social de famílias com renda de até 02 salários mínimos, oriundas de pontos estratégicos dos bairros periféricos do município de Marília.

PAUTAANTIDROGAS Que objetivos a Casa busca atingir com o programa?
ANADIR HILA Temos como objetivos promover o pleno desenvolvimento, formar cidadãos onde a auto-estima fica fortalecida e incentivar o educando a construir também seu projeto de vida. A proposta pedagógica é desenvolvida por uma equipe multidisciplinar por meio de oficinas de: Dança, Coral, Banda, Violino, Esporte e Apoio á Tarefa; o educando mostra sua produção artística e outras atividades que revelam os excelentes resultados do acesso ao saber e aos dons artístico e cultural.
As famílias também participam de reuniões, palestras, eventos como coeducadores no processo de socialização permanente e com a comunidade.

PAUTAANTIDROGAS O que representa a capacitação dos profissionais sobre o tema DROGAS, que atuam com crianças e adolescentes?
ANADIR HILA - A capacitação é uma das preocupações centrais, envolvendo os técnicos, educadores e os demais recursos humanos da Secretaria do Bem-Estar Social, visando a melhoria da qualidade do atendimento e subsidiar a equipe, priorizando a tema DROGAS E DST/AIDS, pois envolve toda a sociedade. A importância e que provoque mudanças no sentido de ampliar o conhecimento sobre a problemática da droga, porque a prevenção é fundamental para que a CASA DO PEQUENO CIDADAO possa colaborar com os familiares nessa luta.

PAUTAANTIDROGAS Qual mensagem a Srª deixa ao leitor sobre este mal que ameaça a estrutura social brasileira e mesmo do mundo?
ANADIR HILA Vivemos vários momentos de verdade em nossa vida, tanto do próprio indivíduo como de uma sociedade.
Passados esses momentos; sejam eles ilusórios, passamos a enfrentar a realidade, corrigindo nossas atitudes para nos libertarmos das circunstâncias dominando e enfrentando nosso futuro.
O homem vem na verdade tentando modificar suas percepções, sensações em relação a si mesmo e aos seus meios sociais. Recorrer às drogas representa uma das inúmeras maneiras de atingir esse objetivo, presente na história de todos os povos, no mundo inteiro.
Hoje em dia, assiste-se uma grande oferta e procura por esse produto, levando o indivíduo a cavar seu próprio abismo.
As pesquisas apontam que 80% dos casos de adolescentes envolvidos com o uso de drogas, cerca de 88% deles praticam ato infracional pelo consumo.
Pensando nisso a Casa do Pequeno Cidadão desde sua implantação, aderiu às campanhas antidrogas como uma questão de educação; para nosso grupo de jovens, através de atividades como: dança, coral, banda e violino onde se apresentam em Marília ou, quando convidados, em outros municípios. Nossas crianças e adolescentes tiveram a oportunidade de participar dessa campanha de conscientização sobre drogas e os transtornos decorrentes do seu consumo devem espelhar a realidade e caminhar no sentido de propiciar a atenção integral à saúde do individuo, sem deixar de abordar a importância da família e da escola.
No contexto, visando com isso colaborar na formação de caráter dos mesmos, não podemos ficar passivos diante desse fator em detrimento de milhares de famílias.
Agradecemos a todos que juntamente conosco abraçaram esta causa, principalmente aos empresários que atenderam nosso apelo, sem os quais nossas idéias dificilmente seriam viabilizadas, e parabenizar a equipe do Projeto Pauta Antidrogas.
E também sem medir esforços com sua atuação permanente, contamos aqui em nossa cidade de Marília, com a pessoa especial do Doutor Wilson Damasceno, que há anos vem implantando ações preventivas, propagando com eficácia a idéia saudável e equilibrada, sem o uso de drogas. Coube a ele zelar por meios adequados para lutar pela prevenção, dando apoio comunitário essencial e propostas para a mobilização nas escolas, associações de bairros, instituições e, em particular, apoiou, orientou, discutiu, debateu e ofereceu treinamento especializado aos funcionários da Casa do Pequeno Cidadão.
A cidade de Marília tem muito a agradecer a um profissional com tal aptidão e desprendimento que tem gerado ações positivas, através da ajuda coerente aos usuários de drogas a saírem do isolamento da marginalização podendo se reintegrar à comunidade, tudo visando o bem-estar individual, familiar e social, baseado na qualidade de vida.
Temos através do Projeto Pauta Antidrogas um combatente permanente, com total legitimidade no campo sinistro e triste das drogas.
Nesta luta, é fundamental e importante a assessoria de um especialista de reconhecida idoneidade e competência.

Anadir Dourado de Oliveira Hila
SECRETARIA MUNICIPAL DE BEM ESTAR SOCIAL
PREFEITURA MUNICIPAL DE MARILIA

 

 
Fale conosco:pauta@pautaantidrogas.com.br
   
Copyright 2000 - Pauta Antidrogas
Todos os direitos reservados. WebSite desenvolvido por: EQUIPE PAUTA ANTIDROGAS
Sun Line Internet