Reflexões sobre o Dia Mundial de Combate às Drogas
Neste ano de 2002, no Dia Mundial de Combate às Drogas, sentimo-nos mais a vontade para falar sobre o tema, já que a mídia com suas novelas e campanhas abriu um espaço para a população conversar sobre o assunto sem tanto preconceito ou segredos.

A nós povo - pais e educadores - não cabe a tarefa de repressão e punição ao tráfico. A nós cabe a grande tarefa de reestruturar os núcleos familiares de nossa sociedade. Devemos exigir sim que a polícia e a justiça façam a sua parte com mais firmeza e nós faremos a nossa, que não é pequena.

As drogas surgiram para curar, e as conseqüências do abuso estão se tornando a doença mais grave do século 21. Nos dias de hoje, nos chama a atenção e nos preocupa, os jovens começando a usar drogas mais cedo, ainda crianças, e raramente usam uma droga só - eles fazem uso de várias drogas simultaneamente, a começar pelo álcool. E é certo que a intoxicação, os prejuízos e a overdose, como o risco de dependência aumentam. Temos um novo perfil de dependentes nesse século: são mais jovens e poliusuários, isto é, usam várias drogas simultaneamente.

Nós pais e educadores não podemos fazer vistas grossas à experimentação na adolescência, pensando ser rebeldia da idade e coisa passageira. Também não podemos minimizar os prejuízos do uso de drogas ditas mais leves ou lícitas, como o álcool, maconha, comprimidos, chás, anabolizantes. Todas são traiçoeiras. Começar o uso de álcool precocemente é preocupante, como é a experimentação da maconha. O jovem tem prejuízos com a memória, concentração e a chamada síndrome antimotivacional, ou seja, a pessoa se torna apática quanto e tem dificuldades em persistir em alguma tarefa ou estudo. A percepção dos adultos quanto aos riscos do álcool e da maconha é mínima, então deixam a experimentação rolar e quando abrimos olhos o vício está instalado.

No mercado de drogas, nada interessa além do lucro. Nele, o respeito pela vida e pela dignidade humana é conduta desprezível. O mesmo acontece com os drogaditos. Eles não pensam em lucro, mas no dinheiro fácil para poder adquirir a droga, que vai lhes tirar a qualidade de vida e os valores morais. O consumo de drogas leva a infrações, crimes e prisões, e é capaz de destruir qualquer estrutura familiar. Em diversos casos, o drogadito infrator vem de núcleos familiares perfeitamente estruturados. Lares onde o jovem teve oportunidades de estudar e se preparar para uma carreira profissional. Mas essas estruturas familiares acabam quando a droga entra em cena. É muito comum um jovem passar a cometer infrações para comprar entorpecentes. Começam com pequenos furtos em casa e assaltos na vizinhança ou na casa de pais de agimos. Conforme cresce o vício da droga, cresce a mentira e a ousadia da prática criminosa.

É dever da família orientar esses jovens, mas para isso é preciso aprender, e a família aprende quando faz boas leituras e participa de grupos de auto ajuda ou ajuda mútua, como é o Amor-Exigente. A família é o melhor núcleo para se fazer prevenção, como é o maior recurso para o dependente químico. Quando a família não assume o problema ou desiste de ajudar, o dependente químico fica numa situação de grande vulnerabilidade. Perseverar na ajuda e compreender são atitudes fundamentais para a recuperação.

O Grupo de Amor-Exigente está disponível em suas reuniões para ajudar, orientar, como está disponível para grupos de pais e professores que queiram conversar e questionar sobre essas situações, esses desafios. Com menos preconceito e mais conhecimento sobre a doença da drogadição, sociedade e família participarão do processo de combate às drogas.

As reuniões de Amor-Exigente são às segundas-feiras, às 20 horas, no Salão Paroquial da Igreja Nossa Senhora de Fátima.

Vera Lúcia Lorenzetti Gelás
Pedagoga e coordenadora de AE

M M Assessoria & Comunicação S/C Ltda
Fones: 0 MM 14 - 424.5072 e 423.6925 (fax) e 9601.0606
E-mail: redacao@medeiros.jor.br
atendimento@medeiros.jor.br
Pager: 4324700 cod 1810
 
Fale conosco:pauta@pautaantidrogas.com.br
   
Copyright © 2000 - Pauta Antidrogas
Todos os direitos reservados. WebSite desenvolvido por: EQUIPE PAUTA ANTIDROGAS
Sun Line Internet